3.353

visitas

Debate sobre rachas na MTV esclarece diferenças

Publicado por

  • 28 de julho de 2010

A falta de informação ainda assombra a população que generaliza as culturas sobre rodas

O cantor Lobão, responsável por colocar lenha na fogueira no programa MTV Debate, entrevistou pessoas do mundo automotivo que mostraram os lados legais e ilegais dos rachas com carros de rua.

De um lado estavam representantes comuns, não ligados ao mundo automotivo, preocupados com a segurança da população. Do outro lado, os defensores do esporte, participantes de clubes e organizadores de eventos que ajudam a reduzir este tipo de criminalidade em São Paulo.

Percebe-se ainda que, para os leigos qualquer tipo de carro modificado é considerado uma ameaça a paz social. Porém, essa tese foi esclarecida e derrubada pelos entrevistados Paulo R, membro da Comunidade Tuning, Renata “CatPlus”, competidora de arrancadas e Edmundo “Nenê” que divulga o Racha em Interlagos e representando nosso parceiro Rachamania. Além disso, Rodrigo Perini, organizador do Pro Solo Challenge, dando sua opinião ao vivo pela internet.

O objetivo do debate foi esclarecer aos desinformados que existem outros meios para evitar rachas nas ruas, já que os acidentes podem envolver pessoas inocentes e que não têm nada a ver com o cenário.

Os leigos falaram muito sobre jovens que matam com seus carros, isso é fato! Mas não significa que são jovens que gostam e cuidam dos seus carros, muito menos jovens frequentadores de rachas. A grande maioria dos acidentes por jovens irresponsáveis ainda é causada por carros originais, pessoas que não participam de clubes, não seguem regras, não entendem as culturas automotivas e muito menos seguem as leis. Infelizmente não temos estatísticas em relação aos “jovens matadores”, mas sabemos que em sua maioria são os próprios desinteressados por esse assunto.

Ao encerrar, o MTV Debate entrevistou alguns personagens da noite, a começar pelo Armando Bessado, responsável pelo convite da CatPlus e do Nenê: “Eu acho que com tantas opções para acelerar com segurança não tem por que acelerar nas ruas, expondo quem não tem nada a ver aos mesmos riscos”, comenta Armando.

Já o Paulo R diz: “A entrevista é uma ótima iniciativa, mas não concordei com parte do que foi dito em relação as estatísticas. E como eu disse no debate, ainda continuo achando que o valor para competir é caro e deixou de ser racha de rua para voltar a ser a finada arrancada de São Paulo. Mas vejo o lado bom do evento tão comentado na noite, boa parte dessas pessoas estão deixando de correr nas ruas.”

O programa foi realizado no dia 27 de julho de 2010, no mesmo dia em que rolava o evento Auto Show Collection no Sambódromo de São Paulo, onde era possível ver os carros com transmitindo o sinal na emissora.

4 Comentários
novos
antigos
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários
marcelo ferreira
marcelo ferreira
29 de julho de 2010 01:27

também concordo com o  anderson só se começa a discutir quando acontece algo com alguém.
realmente é uma pena,mas enquanto ninguém tomar uma providencia casos assim serão diários todos nós em parte temos um pouco de responsabilidade devemos arregaçar as mangas e nos unir para que casos deste genêro não ocorram mais em nossas ruas……..

Anderson Carvalho (Dê)
Anderson Carvalho (Dê)
28 de julho de 2010 17:58

Belo programa. Uma pena que para termos espaço na mídia para debatermos este tipo de assunto, precisa acontecer uma fatalidade com alguem envolvido à mídia….

Parabens à todos os presentes no programa…. !!!